Alunos do Marista Santa Mônica visitam programa IESol


Data: 29/06/2017

Por: Assessoria de Imprensa UEPG


Com o propósito do desenvolvimento de atividades em parceria com a Incubadora de Empreendimentos Solidários (IESol), quinze estudantes do Centro Educacional Marista Santa Mônica estiveram no Campus Central UEPG, na quinta-feira (22 de junho). O tema economia solidária é foco da iniciação científica (área de Humanas) – iniciativa inovadora da escola. Durante o encontro com a equipe do programa de extensão IESol, os estudantes visitaram a Feira de Economia Solidária, quando tiveram a oportunidade de realizar entrevistas com os trabalhadores que semanalmente expõem e comercializam seus produtos nos locais de instalação da feira.

A ação da escola tem o apoio da IESol, através de parceria estabelecida em abril de 2017, com visitas semanais dos alunos de onze a quinze anos que fazem parte do projeto. Na oportunidade da visita, em uma roda de conversa, duas trabalhadoras de economia solidária explicaram aos visitantes como ocorre a produção de bolsas, mochilas, aventais, entre outros, a partir de malotes reciclados, passando desde sua origem até a transformação em novos produtos. Também foram registradas as percepções a respeito da feira e das entrevistas – momento que contou com a participação da turma. Além da sede da IESol e da Bibioteca Central, os alunos conheceram outros espaços da UEPG.

Satisfação e Aprendizado

A assistente social Andressa Maravieski ressaltou que a saída de campo possibilitou que os educandos do projeto de iniciação científica se aproximassem ainda mais da economia solidária com registros da teoria e da prática. Segundo ela, os alunos perceberam que as feirantes estabelecem uma relação de trabalho entre elas, com seus clientes e com a natureza. “Elas têm outro olhar acerca de como agimos e demonstraram para as crianças e adolescentes que é possível pensar em outro tipo de economia. Eles saem daqui ainda mais animados e curiosos para continuar suas pesquisas e propor novas ações para o projeto e para a escola”.

Ao tratar sobre o significado da visita, Douglas Batista, integrante da equipe da IESol, relatou que em conversa com os alunos do Marista Santa Mônica registrou a satisfação de todos em estar em visita à UEPG, registrando que posicionaram que tudo foi além da expectativa – e que retornariam quantas vezes fossem necessárias. “Os estudantes gostaram de conhecer a IESol e de saber que, além de desenvolver atividades com determinados grupos, o programa promove outros eventos onde pode se discutir sobre o tema e constantemente aprender”.

A professora Michele do Nascimento avaliou a visita, dizendo: “Os educandos vieram animados. Registraram, na Feira da IESol, que muitos dos malotes de outras instituições que seriam queimados, hoje, são fonte de renda para os trabalhadores do programa, que dão nova forma e função aos malotes gerando renda digna, respeito, autogestão – e contribuindo com a preservação ambiental”.